A.D.M.O.C

OU

PARALISIA CEREBRAL

" O termo "Paralisia Cerebral" se tornou clássico, porém não é o mais adequado, já que na realidade o cérebro não se encontra paralisado, e sim impossibilitado de comandar adequadamente a função motora".

A Paralisia cerebral (P.C.) é uma doença irreversível que acomete o Sistema Nervoso Central acarretando defeitos motores variados resultantes de lesões cerebrais. O termo "Paralisia Cerebral" se tornou clássico, porém não é o mais adequado, já que na realidade o cérebro não se encontra paralisado, e sim impossibilitado de comandar adequadamente a função motora. O correto seria "Doença Motora de Origem Cerebral" (D.M.O.C.), como a doença já é conhecida internacionalmente. A D.M.O.C. ou Paralisia Cerebral, pode ser causada por múltiplos fatores sendo estes divididos em 3 grandes grupos:
    O termo paralisia cerebral nos remete a um conjunto de distúrbios do movimento, da postura, do equilíbrio, da coordenação e/ou dos movimentos involuntários, permanente, mas não invariável, que surge antes ou depois do nascimento, nos primeiros anos de vida.
    Crianças cerebralmente paralisadas não conseguem controlar alguns ou todos os movimentos. Algumas têm dificuldades em falar, andar ou usar as mãos. Umas serão capazes de sentar sem suporte ou ajuda, enquanto outras necessitarão de ajuda para maioria das tarefas da vida diária.
    A denominação paralisia cerebral não é totalmente satisfatória, pois a maioria dos pacientes não apresenta paralisia. Muitas vezes, os autores falam em “paralisias cerebrais” pela diversidade de manifestações que compreende. Alguns autores preferem utilizar a denominação Dismotria Cerebral Ontogenética.
    Crianças com paralisia cerebral podem apresentar alterações que variam desde uma leve falta de coordenação dos movimentos, ou uma maneira diferente pra andar, até a inabilidade para segurar um objeto, falar ou deglutir, nos casos mais graves.

I- Fatores Pré-Natais -> São aqueles que aparecem antes do nascimento e citamos como principais causas: Alterações genéticas e/ou congênitas, sendo as mais importantes doenças infecciosas contraídas durante a gravidez (toxoplasmose, rubéola, citomegalus vírus, herpes vírus, sífilis), exposição prolongada e inadequada aos Raios-X, uso de drogas e/ou álcool durante a gravidez, hidrocefalia, hemorragias do período gestacional, eclâmpsia, diabetes gravídica, etc.

II- Fatores pré-natais -> Os problemas seriam causados por complicações ocorridas no momento do parto, que causariam sofrimento fetal com baixa oxigenação cerebral e conseqüente lesão do S.N.C.

III- Fatores Pós-Natais -> Ocorrem após o nascimento da criança e secundariamente a processos infecciosos do sistema nervoso central , principalmente encefalites e meningites, abscessos cerebrais, traumatismos cranianos, dentre outros.
                                                                                                                         
Devido às deficiências motoras, os portadores de PC apresentam uma imobilidade variável de acordo com a gravidade do quadro. Esta imobilidade pode causar alterações de coluna, acúmulo de secreções respiratórias, prisão de ventre, etc. Com o organismo debilitado, os doentes contraem infecções mais facilmente do que as pessoas saudáveis, e as doenças comuns da infância podem ser fatais aos portadores de PC, caso eles não recebam atendimento médico adequado. Como a maioria dos pacientes não fala, há uma dificuldade maior neste atendimento.
Além dos problemas já citados, muitos apresentam crises convulsivas-epilepsia e alguns têm crises de agitação psicomotora, hetero e/ou auto-agressividade, depressão, exigindo cuidados maiores para evitar que se machuquem.
Quanto à cognição, muitos possuem inteligência normal, mas não conseguem expressá-la adequadamente devido às dificuldades de linguagem,e, portanto, estes entendem tudo o que se passa à sua volta e consigo mesmos, sem poder se comunicar.
Tipos de paralisia cerebral
    Existem vários tipos de paralisia cerebral, de acordo com a alteração de movimento que predomina. Formas mistas também são observadas. Os tipos mais conhecidos são:
•    Espástica: é a forma mais comum. Ocorre quando a lesão está localizada na área responsável pelo início dos movimentos voluntários, no trato piramidal, o tônus muscular é aumentado, isto é, os músculos são tensos e os reflexos são exacerbados. (Este é o caso do nosso grupo)
•    Discinética: ocorre quando a lesão está localizada nas áreas que modificam ou regulam o movimento, no trato extrapiramidal; a criança apresenta movimentos involuntários (que estão fora de seu controle) e os movimentos voluntários apresentam-se prejudicados.
•    Atáxica: está relacionada com lesões cerebelares. Como a função principal do cerebelo é controlar o equilíbrio e coordenar os movimentos. As crianças com lesão cerebelar apresentam ataxia – marcha pouco firme, por causa da deficiência de equilíbrio – e falta de coordenação motora, com incapacidade para realizar movimentos alternados rápidos e dificuldade para atingir um alvo. Há hipotonia muscular no momento do nascimento e retardo das habilidades motoras e verbais.

                                                                       ALGUMAS QUESTÕES
O que e Paralisia Cerebral ?
Paralisia Cerebral é uma lesão de alguma(S) parte(s) do cérebro.
Acontece durante a gestação, durante o parto ou após o nascimento, ainda no processo de amadurecimento do cérebro da criança. É uma lesão provocada, muitas vezes, pela falta de oxigenação das células cerebrais .

SAIBA MAIS:

1) A Paralisia Cerebral não e contagiosa.
2) A pessoa portadora de paralisia cerebral tem inteligência normal, a não ser que a lesão tenha afetado áreas do cérebro responsáveis pelo pensamento e pela memória.
3) Se a pessoa portadora de paralisia cerebral tiver sua visão ou audição prejudicada pela lesão, terá dificuldades para entender as informações como normalmente são transmitidas ; se os músculos da fala forem atingidos , terá dificuldade para comunicar seus pensamentos ou necessidades. Quando tais fatos são observados ,a pessoa portadora de paralisia cerebral pode ser erroneamente classificada como deficiente mental ou não inteligente.
4) Homens e mulheres portadores de paralisia cerebral podem Ter filhos como qualquer outra pessoa. As características dos óvulos e dos espermatozóides, bem como a estrutura dos órgãos reprodutores não são afetados pela lesão cerebral .

COMO ACONTECE A LESÃO ?

Principais causas antes do nascimento.
- Ameaça de aborto, choque direto no abdômen da mãe;
- Exposição ao raio X nos primeiros meses de gravides ;
- Incompatibilidade entre Rh da mãe e do pai ;
Infecções contraídas pela mãe durante a gravidez (rubéola , sífilis, toxicoplasmose );
- Mãe portadora de diabetes ou com toxemia de gravidez;
- Pressão alta da gestante.

PRINCIPAIS CAUSAS DURANTE O PARTO:
- falta de oxigênio ao nascer(o bebê demora a respirar, lesando parte(s) do Cérebro ).
- lesão causada por partos difíceis, principalmente os dos fetos muito grandes de mães pequenas ou muito jovens (a cabeça do bebê pode ser muito comprimida durante a passagem pelo canal vaginal );
- trabalho de parto demorado;
- Mau uso do Fórceps , manobras obstétricas violentas;
- os bebês que nascem prematuramente (antes dos 9 meses e pesando menos de 2 quilos ) tem mais chances de apresentar paralisia cerebral .

PRINCIPAIS CAUSAS DEPOIS DO NASCIMENTO:
- Febre prolongada e muito alta ;
- desidratação com perda significativa de líquidos ;
- Infecções cerebrais causadas por meningite ou encefalite;
- ferimento ou traumatismo na cabeça;
- Falta de oxigênio por afogamento ou outras causas;
- Envenenamento por gás, por chumbo (utilizado no esmalte cerâmico, nos pesticidas agrícolas ou outros venenos
- Sarampo;
- Traumatismo crânio-encefálico ate os três anos de idade

PREVENIR É IMPORTANTE
Muitos casos de paralisia cerebral podem ser evitados através de campanhas educativas , visando os futuros pais e os profissionais que lidam com a gestante , a parturiente e o bebe . E importante a presença de um medico pediatra (neo-natologista) na sala de parto .
Antes de pensar em Ter filhos , o casal deve passar por exames médicos para detectar a possibilidade de problemas hereditários e a incompatibilidade sangüínea .
Ao engravidar, a mulher deve ir periodicamente ao medico procurar alimentar-se bem , evitar o álcool , o fumo e não tomar remédios sem consultar o medico
Vacinar o bebe e evitar qualquer situação de risco e essencial para uma saúde perfeita.

PARTES DO CORPO AFETADAS
A paralisia cerebral atinge diversas regiões do cérebro.
Dependendo de onde ocorre a lesão e da quantidade de células atingidas, diferentes partes do corpo podem ser afetadas ,alterando o tônus muscular, a postura e provocando dificuldades funcionais nos movimentos .
Pode gerar movimentos involuntários , alterações do equilíbrio, do caminhar , da fala, da visão , da audição , da expressão facial . em casos mais graves pode haver comprometimento mental.